Como financiar seu projeto que não sai do papel


Novos empresários surgem todo dia. Seja por recursos próprios, seja pela contribuição de um sócio, novos negócios nascem, mas muitos ainda permanecem na forma de projetos, sem serem concretizados. Nesse cenário, a internet surge como uma grande aliada àqueles que desejam abrir um negócio. Um novo termo que vem ganhando uma enorme repercussão no Brasil, algo que já era utilizado em outros países, o crowdfunding. De anos recentes para cá, essa nova forma de financiamento foi criada, essa ferramenta funciona como uma “vaquinha” online, na qual diversos indivíduos voluntariamente atuam como colaboradores de maneira que o desejado financiamento torne-se, enfim, possível. O sucesso dessa ideia está no alcance que essa ferramenta proporciona, já que precisa de um grande número de pessoas para conseguir um financiamento, sendo assim, já ocorre uma divulgação natural da ideia e muitas vezes são contribuições de baixo custo e em alguns casos o doador ganha bonificações por contribuir para que determinado projeto aconteça. No Brasil existem ainda poucos sites que passam credibilidade nesse conceito, e em muitos casos ocorrem “vaquinhas” para arrecadar doações para ongs, ainda não se tem uma cultura empreendedora com essa ferramenta. Para se ter sucesso nesse ambiente precisa-se ter um planejamento da sua ideia, e estruturá-la em um projeto, desvantagens desse tipo de negócio, ocorre uma grande exposição de detalhes do projeto, porque, só assim consegue credibilidade para as pessoas investirem. Isso proporciona o necessário “empurrãozinho inicial” para começar um novo projeto, visto que não existe uma possibilidade de manter os custos da ideia através de um financiamento coletivo. O crowdfunding vem ganhando tanta repercussão que na Nova Zelândia a realização do financiamento coletivo conseguiu arrecadar cerca de 2,3 milhões de dólares neozelandeses (US$ 1,7 milhão, ou R$ 5,6 milhões) para a compra de uma praia paradisíaca de um empresário local. Tal medida teve como objetivo entregar a praia ao público, quando o empresário iria adquiri-la para uso particular.


© 2019 Opção Consultoria - CNPJ: 02.744.184/0001-20