5 lições de gestão empresarial que podemos aprender com House of Cards


A série House of Cards faz sucesso mundialmente entre os interessados pelo campo político. Com Frank Underwood no centro da trama, os espectadores acompanham as suas manobras para chegar à Presidência dos EUA, repletas de conflitos e disputas de interesses.

Em meio a alguns escândalos e atitudes não tão louváveis, entretanto, há diversas lições importantes que todos podemos aprender, aplicáveis à vida pessoal e profissional. Ainda que a ética não seja o ponto forte de Underwood e seus parceiros, o conteúdo, se filtrado, contém diversos ensinamentos poderosos e que podem ajudar desde pequenos empresários, até grandes gestores, a atingirem o sucesso.

1. PLANEJE SUAS AÇÕES

Frank não chega ao Salão Oval por sorte ou acaso. Desde os primeiros episódios da série podemos sentir a sua ânsia para deixar o Congresso e passar a trabalhar na Casa Branca. Entretanto, com o decorrer da trama, é possível notar que Underwood não é o único com essa aspiração: tanto lideranças do seu partido, quanto da oposição, têm vontade de alcançar o mesmo posto.

Por que, então, é ele quem consegue, e não seus oponentes? Simples: planejamento. Desde o momento em que perde a indicação para Secretário de Estado do então presidente, Frank e Claire começam a pensar em como alcançar seus objetivos da melhor maneira possível. Todas as ações dos dois são precisamente calculadas e pensadas antes, para evitar surpresas e situações desfavoráveis ao sucesso do casal.

No mundo dos negócios não é diferente: se você quer que a sua empresa cresça, é preciso pensar em como fazer isso corretamente. Tão importante quanto definir metas é definir como alcançá-las no curto, médio e longo prazos de modo saudável, porém eficaz.

2. CONFLITOS EXISTEM - E VOCÊ TERÁ QUE LIDAR COM ELES

Disputa comercial com a China. Crise política com a Rússia. Concorrência interna no partido. São vários os exemplos de conflitos com que Frank tem que lidar ao decorrer da série. Ninguém consegue sair vitorioso de todas as disputas em que entra, mas o personagem principal de House of Cards geralmente tem bons resultados. Como? Enfrentando-os de frente e com preparação anterior, sem deixar nada mal resolvido ou pra depois.

Além disso, um conflito não se resolve passando por cima das vontades alheias. Frank costuma ponderar os interesses dos envolvidos para chegar às soluções da maneira mais rápida e eficaz. Um bom exemplo da série é a negociação da Reforma da Previdência, em que Underwood tem que se reunir com as lideranças do partido rival para discutir o tema e garantir a aprovação da medida no Senado.

Em um ambiente empresarial, há pessoas com convicções diferentes, formações diferentes e opiniões diferentes. O resultado disso é que, naturalmente, ocorram conflitos e discordâncias entre os membros de uma empresa ou organização. Em situações como essas, é preciso sempre saber equilibrar os interesses dos dois lados e achar uma solução que satisfaça a maior quantidade de envolvidos na disputa - exatamente como Frank faz.

3. CERQUE-SE DE PESSOAS BOAS E APRENDA COM ELAS

É muito difícil atingir o sucesso sozinho, sem a ajuda de ninguém. O casamento de Frank e Claire é um bom exemplo disso: se não fosse pela esposa, muito da carreira do político não teria sido conquistado. Os dois planejam e colocam em prática as manobras quase sempre juntos, pois sabem que, sozinhos, talvez não obtivessem sucesso.

Além disso, é importante saber até onde vale a pena ir por conta própria. Se você não entende de algo, é melhor deixar isso com pessoas experientes do que fazer um trabalho ruim. Frank também mostra isso na primeira temporada, quando fica responsável pela Reforma da Educação no Congresso. Apesar de assumir a responsabilidade, como ele não entendia do assunto, contratou outras seis pessoas para fazerem o trabalho teórico e depois apenas revisou o resultado final.

No âmbito empresarial, a ideia é a mesma. Um bom networking é essencial para qualquer gestor. Cerque-se de pessoas melhores que você, para que elas consigam lidar com o que você não consegue.

4. NÃO TENTE DAR PASSOS MAIORES QUE AS SUAS PERNAS

"É assim que se devora uma baleia: uma mordida de cada vez". Todo bom fã de House of Cards conhece essa frase, usada por Frank Underwood enquanto planeja a sua ascensão política em uma reunião com o chefe de gabinete Doug Stamper. Primeiro, é necessário tirar o vice-presidente de cena; depois, convencer o presidente de que merece ser seu vice; por fim, é a hora de tirar o presidente do Salão Oval e assumir seu lugar. Para alcançar seu objetivo principal, Frank atenta-se a cada etapa do processo, sem deixar nada passar.

Dentro de uma empresa, os projetos e metas devem ser administrados dessa mesma maneira. Pular estágios pode acelerar os resultados em curto prazo, mas no longo prazo, isso pode prejudicar uma organização. Por exemplo, desenvolver um projeto pulando alguma etapa provavelmente fará com que ele fique pronto antes, mas a sua aplicação prática com certeza será prejudicada sem aquilo que ficou de fora do desenvolvimento teórico.

5. REPUTAÇÃO CONTA MUITO

Frank sabe diferenciar bem o que acontece nos bastidores e o que o público vê. Ele se preocupa muito com a sua reputação no meio político e, por isso, todas as suas ações são bastante calculadas. Exemplo disso é que, mesmo envolvido em vários escândalos, ele ganha as primárias do seu partido para concorrer à reeleição presidencial contra a ex-Advogada Geral da União Heather Dunbar (a versão do juiz Sérgio Moro na série), famosa nacionalmente pelo combate à corrupção.

Quanto às empresas, a reputação também conta muito. Um deslize em nome da marca pode levá-la a grandes crises, se o mercado passar a vê-la como ruim. É importante levar a opinião dos consumidores e investidores sempre em conta, pois, sem eles, um negócio não vai pra frente. Preocupe-se sempre com a imagem da sua empresa se quiser que ela tenha sucesso.


© 2019 Opção Consultoria - CNPJ: 02.744.184/0001-20