O que as startups podem te ensinar?


Uber, Netflix, YouTube, Facebook, AirBnb, DropBox, Buscapé. O que elas têm em comum? Apenas a capacidade de modificar por completo mercados que aparentemente eram considerados imutáveis e totalmente sem perspectiva de alteração. Essas são algumas das Startups de maior sucesso nos últimos anos que estão demonstrando a real necessidade de um contínuo processo de inovação e de saída da zona de conforto, a fim de proporcionar a melhor experiência para o consumidor. E o que elas têm a ensinar?? Com certeza muito!!

Vivemos e estamos inseridos em um mundo cada vez mais complexo de se lidar, com mais variáveis afetando as mais diversas situações, o número de informações recebidas diariamente parece crescer exponencialmente. Todo dia surge, para cada nova solução, uma infinidade de problemas e uma infinidade de novidades tecnológicas. Então qual é o motivo de aumentar esse grau de complexidade dentro de uma empresa?? E é nesse aspecto que as Startups mostram sua capacidade visionária.

Simplificação, esse é o ponto. Basta analisar o número de startups que crescem incrivelmente por simplesmente simplificar processos, simplificar a gestão financeira, simplificar a organização... A Uber simplificou o pedido de transporte alternativo, a partir do serviço de carona remunerada; a Netflix simplificou a locação de filmes e séries; Airbnb simplificou o encontro de locais para se passar uma diária em um local de destino desconhecido, com um preço mais barato; Buscapé simplificou e compilou todas as buscas na internet em um só lugar. Dropbox simplificou a forma de armazenar documentos e dados no computador... Ou seja, cada Startup foi responsável, de alguma forma, por simplificar a vida de seus consumidores e usuários, facilitando-os nas mais diversas tarefas diárias.

Além disso, as Startups possuem a incrível capacidade de realmente colocar suas decisões em prática. Todo o processo de reunião atrás de reunião, um nível acima do outro, excesso de divisão e burocracia... isso tudo é trocado por um sistema muito mais simples e ágil para que uma mudança seja executada no tempo exato e não que uma decisão se arraste durante meses e até anos para serem verdadeiramente realizadas, e com isso se perca um tempo precioso para a empresa. Quem sabe a simplicidade seja a fórmula do sucesso? Simplifique e execute o que realmente importa!


Inovação! Essa palavra que está presente diariamente no vocabulário da maioria - senão todas - das pessoas, que estão relacionadas de alguma forma a um empreendimento, parece ter cada vez mais importância. A Apple ao chegar com o computador pessoal, a Dropbox ao oferecer o serviço de compartilhamento de arquivos dentro da nuvem, a Airbnb ao desenvolver um site de casas compartilhadas, essas e as outras milhares de Startups buscaram por meio da inovação impactar de forma benéfica seus consumidores.

E é nesse ponto que o Livro Startup Enxuta (Lean Startup), de Eric Ries, descreve de forma precisa um dos aspectos principais, um dos guias, um dos mantras de uma Startup: “a organização [startup] se dedica a revelar uma nova fonte de valor para os clientes e se preocupa com o impacto do seu produto sobre esses clientes”. No parágrafo seguinte, ele ainda ousa afirmar que “a inovação é o cerne do sucesso da empresa”. E o mais incrível está no ambiente em que essas organizações estão inseridas, isto é, elas estão dentro de ecossistemas de incerteza, insegurança e imprevisibilidade do futuro, mas mesmo assim ainda são capazes de dia após dia revolucionarem e impactarem, por completo, os mais diferentes tipos de mercados e setores. A única coisa constante, atualmente, é a mudança. OUSE, INOVE!

Incrível seria uma empresa em que cada um de seus membros tivessem um propósito afirmando que eles são o dono daquele empreendimento em que trabalham e que essa organização só vai crescer se for por consequência do trabalho e esforço dele(a), certo? Melhor ainda seria entender como inserir esse mindset em todos os membros da empresa, não? Esse é centro de um dos termos muito utilizados no ambiente empreendedor e empresarial: o Espírito de Dono.

E mais uma vez as Startups nos mostram que isso é possível sim de ser feito e inserido nas empresas. E elas fazem isso não garantindo mais e mais dinheiro, bonificações, prêmios aos seus colaboradores, mas é por meio sim de um propósito, um significado real e impactante de cada trabalho que elas conseguem construir esse sentimento e uma cultura de alta performance.

Desse modo, eles conseguem demonstrar que cada etapa, a menor que seja, é capaz de gerar resultados impressionantes e compensadores, tanto para as próprias pessoas que realizaram o trabalho quanto para aquelas que irão receber e utilizar do serviço ou produto. Criar essa motivação, esse alinhamento e sentimento de pertencimento, orgulho e engajamento em cada um dos membros é, com certeza, um dos segredos do sucesso de todas as Startups que dão certo.

E na sua empresa, algum dia você já percebeu algumas dessas estratégias? O seu negócio é lugar que incentiva e estimula um propósito e um engajamento e não apenas o dinheiro e bonificações que ela pode proporcionar? Sua companhia te vê como uma parte efetiva do empreendimento, motivando cada trabalho realizado para o desenvolvimento da organização?

Se para alguma das perguntas você disse “não”, está na hora de mudar e inserir um real significado, um propósito e um impacto no que sua empresa faz!


© 2019 Opção Consultoria - CNPJ: 02.744.184/0001-20