iFood x Uber Eats X Rappi: Quais as vantagens e desvantagens de cada um?


iFood X UberEats X Rappi

Se você tem uma empresa e está pensando em contratar um desses aplicativos, se você é uma pessoa que está pensando em gerar renda fazendo serviços de entrega ou até mesmo se você é um usuário indeciso, esse artigo foi feito para tirar todas as suas dúvidas sobre qual deles pode ser a melhor opção para você!


Afinal, qual serviço eu escolho? Ifood, Uber Eats ou Rappi? Quais as vantagens e desvantagens de cada um?


Bom, sabemos que os 3 são aplicativos de delivery de comida que revolucionaram o sistema de entregas para restaurantes e clientes por meio da integralização da logística com o uso da tecnologia dos smartphones.


Nos últimos anos, cada vez mais surgem no mercado alternativas para serviços básicos no dia-a-dia tanto empresarial quanto pessoal. E os aplicativos para celular têm dominado esse ramo quando a pauta são as inovações, é claro.


Quer uma consultoria especializada para dar um boost nas vendas do seu empreendimento ainda HOJE? Entre em contato conosco: www.opcaoconsultoria.com


Este artigo será dividido da seguinte forma, falaremos cada plataforma especificando como cada uma funciona para restaurantes, entregadores e usuários.


  • iFood (restaurantes, entregadores, usuários)

  • Uber Eats (restaurantes, entregadores, usuários)

  • Rappi (restaurantes, entregadores, usuários)

  • Análise Final

  • Conclusão

Mas então, quer saber qual o mais vantajoso para seu negócio? Vamos te falar as vantagens e você decide por si mesmo!

iFood

É o aplicativo de delivery de comida mais famoso e utilizado pelo mundo. Logo, quase todo empreendimento alimentício presente em cidades com atividade comercial significativa está lá oferecendo seus pratos. Vale dar uma olhada, tanto pela visibilidade quanto pelo custo.


Hoje já está em mais três países além do Brasil, que são Argentina, Colômbia e México. Presente em mais de 800 cidades e possuindo mais de 100.000 restaurantes cadastrados, mais de 80.000 entregadores e uma média de mais de 17 milhões de pedidos por mês.


Pois é, então com isso nem podemos nos assustar em saber que este app é o líder do mercado certo?


O marketing desta plataforma é tão forte que hoje em dia as pessoas não pedem comida, elas pedem iFood não é verdade?


Claro que ser parceiro de uma líder de mercado pode ser muito benéfico, geralmente a estrutura é maior, o marketing é efetivo, mas vamos aos dados.


iFood para restaurantes


Estar em um aplicativo de entregas torna seu produto mais acessível e, por consequência, alavanca suas vendas significativamente. Então é fato: se tornou quase imprescindível estar em um desses aplicativos para alcançar seu público ao máximo!


Aqui vamos expor o passo a passo para que você consiga se cadastrar, mas é importante frisar que para você que é dono(a) de um comércio, não dependa apenas de um aplicativo!


Se ao final deste artigo você decidir qual é o melhor para o seu negócio, não invalide os outros por causa disso, depender de apenas um torna o seu negócio frágil e vários restaurantes já entraram em apuros por causa disso.


Mas vamos lá, afinal de contas, como funciona o iFood para restaurantes?


Passo a Passo do cadastro


A primeira coisa que precisa ser feita não tem mistério, acesse o site https://www.ifood.com.br/


Clique em "restaurante" e você será redirecionado para uma nova tela, preencha o formulário inicial com seu nome, e-mail e telefone para contato, assim clique em "cadastro", você será redirecionado para um novo formulário com dados mais específicos tais como CNPJ, etc.


Vale lembrar que é preciso ter um CNPJ para ser cadastrado na plataforma. Em "especialidades" selecione em qual categoria o seu estabelecimento se encontra, tais como comida japonesa, lanches, bolos, etc.


Após isso você será redirecionado para uma tela onde é explicado como funciona a plataforma, em que você é avisado que verá o melhor plano para sua região, receberá um contrato no e-mail após o cadastro, a plataforma o ajudará a configurar o restaurante após o cadastro e também que a plataforma não possui fidelidade e você pode cancelar o contrato quando desejar.

Clicando em "continuar" aparecerá a seguinte tela:


O iFood atualmente oferece dois planos para os restaurantes parceiros: Básico e Entrega.


No plano básico você recebe os pedidos feitos através do aplicativo e o seu restaurante é o responsável por fazer as entregas, então nesse caso é necessário ter entregadores e também gerenciados.


Ou seja, oferece o canal entre o consumidor e o estabelecimento, cobrando 12% sobre o valor dos pedidos (+3,5% caso o pagamento seja pelo aplicativo) e mensalidade de R$ 100,00 caso o faturamento mensal das vendas pelo app seja superior à R$ 1800,00, caso contrário a mensalidade é totalmente grátis.

No plano entrega, a plataforma é que será a responsável por fazer as entregas dos pedidos aos clientes, ou seja, além da ligação entre o estabelecimento e o empreendimento, o iFood também fará o delivery para o restaurante utilizando seus parceiros oficiais.


Mas é uma opção mais cara, pois nesse caso a taxa do iFood para restaurantes é de 27% por venda. Além disso, também cobra-se uma mensalidade de R$ 130,00 caso as vendas pelo app superem R$ 1800,00, caso contrário é totalmente gratuito.

Escolhido o seu plano...


Você seguirá para uma tela em que são pedidos dados do dono do restaurante, tais como nome completo, RG, CPF e orgão emissor. Saindo disso, selecione se a sua empresa se enquadra como MEI ou ME (microempresa e outros).


Feito isso, serão pedidos os dados bancários para recebimento onde você vai informar o titular da conta vinculada ao CNPJ do seu restaurante ou ao CPF do proprietário para que você receba o repasse do aplicativo corretamente. Clique em "continuar" (calma estamos quase no fim).


Na próxima tela você precisa informar outros dados bancários tais como a conta, o banco, agência e outras informações para que assim o dinheiro caia na sua conta corretamente.


E por fim confira todas as informações bancárias, você não quer que o dinheiro caia na conta de outro não é? Crie a sua senha, conclua o cadastro e agora é só esperar o contrato por e-mail!


Análise e dicas

Bom primeiro de tudo você precisa ter um computador ou notebook com uma internet estável para conseguir receber os pedidos, então escolha um plano bom na sua região e não esqueça de contabilizar isso nos seus custos fixos.


Também é necessário um celular para que o cliente consiga entrar em contato e principalmente para você entrar em contato com ele fazendo um pós-venda (sempre bom) aguardando um tempo e ligando para o cliente para saber se ocorreu tudo certo com a entrega.


Tenha uma impressora para imprimir os pedidos também, é muito bom para a sua logística interna imprimindo uma folha para a cozinha por exemplo se o pedido ainda não estiver pronto e outra folha para o entregador caso ele seja do próprio estabelecimento (plano básico).


Caso você assine o plano básico, é necessário também uma maquininha de cartão para que os seus entregadores consigam realizar operações via cartão. Caso você assine o plano entrega, não precisa se preocupar com essa parte, pois todo o pagamento vai para o entregador do iFood e que depois será repassado para você.


No início quando o seu estabelecimento é cadastrado no app, ele aparece como "novo" no topo da lista, a sua nota só vai ser exibida depois das 10 primeiras avaliações, então dê muita prioridade paras as primeiras vendas (para todas na verdade, mas você entendeu). Atenção triplicada nos atendimentos pelo aplicativo, pois a sua reputação irá interferir diretamente no faturamento.


O contrato com o iFood não tem fidelidade e pode ser cancelado a qualquer momento, sem se preocupar com tarifas de saída ou multas, o que é bastante vantajoso pela facilidade de promoção que ele oferece, por ser muito conhecido e difundido e dá mais liberdade ao restaurante no quesito contratual.


É muito importante você ter toda a precificação do seu produto na ponta do lápis, sabendo o quanto o seu negócio tem de lucro para assim fazer os cálculos de qual plano escolher, então escolha com sabedoria, calcule as porcentagens.


Se você é iniciante, talvez o plano entrega seja uma melhor opção, pois apesar de ser mais caro, provavelmente o seu negócio não tem ainda a infraestrutura necessária para fazer do primeiro plano básico uma opção atrativa, ou seja, você não precisará se preocupar com frota de motoboys, CLT, máquina de cartão entre outros.


Mas claro, tudo precisa estar de acordo com o potencial do seu negócio, você vai precisar aumentar a margem de lucro? Se aumentar, a concorrência se destaca? Leve isso em consideração.


Já se o seu restaurante está mais avançado, é necessário calcular para ver qual das duas opções é mais interessante para você, e isso pode variar conforme o tipo de negócio, região, categoria, entre outros fatores.


Não esqueça de responder as avaliações dos usuários para fideliza-los, e também, não responda de forma robótica e sim humanizada.


Se você receber algum comentário que acha que foi feito de má fé para prejudicar a reputação do restaurante, o aplicativo tem a opção de solicitar a moderação daquele comentário para uma avaliação, em que o usuário será avaliado conforme o comportamento dele em toda a plataforma e o estabelecimento terá a chance de não ser impactado.


O app também conta com um selo de reconhecimento de excelência que aparece para o cliente final, aumentando assim a autoridade do restaurante, além de disponibilizar uma política de pontos que podem ser utilizados em benefício do comércio.


Alguns estabelecimentos podem passar por problemas financeiros fortes com aplicativos de entrega se não se, prepararem corretamente vale a pena olhar esta reportagem da BBC falando sobre isso.


iFood para entregadores


Se você quer fazer um dinheiro extra e tem uma bicicleta ou moto (hoje em dia tem até patinete elétrico), virar um entregador pode ser uma opção a ser considerada.


É muito bom você saber que o iFood possui um seguro gratuito para os parceiros que irá cobrir todas as viagens enquanto você trabalhar com a plataforma além da volta para a casa chegando a R$100.000,00 para casos de invalidez permanente ou morte.


Vamos então às instruções...


Passo a passo do cadastro


Faça o dowload da versão para entregadores disponível apenas para celulares Android na Play Store .


Digite os dados básicos como CPF, nome, e-mail e telefone, marque a caixinha (leitura dos termos) e clique em "cadastrar". Você receberá um SMS no celular com 6 dígitos, valide ele no app e prossiga. Crie sua senha e clique em "continuar".


Agora escolha como você quer realizar as entregas, pelo modo Nuvem (pedidos de todos os restaurantes da área cadastrados) ou pelo modo Fixo (pedidos de apenas um estabelecimento em que você é cadastrado).


Agora você deve selecionar a cidade em que irá trabalhar assim como o estado, além disso escolha o veículo que irá ser utilizado, se for escolhida a motocicleta tire uma foto da sua habilitação, se você for de bicicleta, é só tirar uma foto do seu RG.



Agora é só enviar as fotos dos documentos e esperar as análises, viu que prático?


O iFood tem um vídeo bem explicativo AQUI.


Análise e dicas


Primeiro de tudo, se você vai começar como entregador, não deixe de comprar uma maquininha de cartão, assim a plataforma vai poder mandar mais pedidos para você sabendo que essa nova opção pode ser feita, o próprio aplicativo oferece uma para o entregador (paga).


Quando chegar no restaurante para receber o pedido ou quando chegar no estabelecimento para entregar a comida, não esqueça de dar o famoso "cheguei"(clicar e segurar no botão laranja com logo de motocicleta), se isso for esquecido, perde-se o pedido e a conta ainda é bloqueada por 30 minutos para fazer outras entregas.


Uma boa recomendação é acompanhar canais no YouTube de profissionais que já atuam na área e tem muita experiência.


Shoopings geralmente são lugares ruins já que demora mais tempo para o motoboy conseguir pegar de fato o pedido e entregar.


Os grandes problemas que os entregadores mais enfrentam são: A espera nos restaurantes, lugares para estacionar, às vezes o cliente faz um pedido em um lugar de difícil acesso. Entenda que esses são problemas comuns e não adianta ficar se frustrando demais com isso.


É muito interessante ficar atento às promoções que a plataforma lança, uma dica boa é que geralmente elas tem maior frequência em momentos de demanda mais baixa.


Uma opção interessante é investir em um celular bom e um plano de internet com dados móveis com uma boa cobertura para que o seu trabalho seja o melhor possível, entrando assim nos custos variáveis do ofício.


Além disso, o Waze pode ser usado como suporte também para saber as melhores rotas para o seu destino.


E quanto ganha um entregador do iFood? Bom, a taxa mínima da plataforma para pagamentos é de R$4,00 sem a quilometragem, a partir do limite de KM estipulado pela plataforma você ganha R$0,85 por quilômetro rodado. Mas esses valores podem ser diferentes quando acontecerem promoções.


Não se atenha a só assinar um aplicativo, se perceber que um app está demorando muito para aparecer uma entrega, é interessante ter cadastros em outros, afinal de contas, não importa de onde vem o dinheiro certo? O importante é que ele entre!


Mas cuidado com essa estratégia, assim que receber uma corrida em um dos apps, desligue os outros para que assim você não receba pedidos que não possa fazer no meio de uma corrida.


Para complementar, é importante citar que se você não chegar no tempo estimado no estabelecimento ocorrerá um bloqueio de 30 minutos até poder acessar outra corrida. Por isso se atente ao tempo estipulado e se o mesmo é possível ser cumprido. E não esqueça do "cheguei".


iFood para usuários


O aplicativo vai permitir que o usuário peça seus pratos sem ter que ligar para os restaurantes e com isso gastar créditos de telefone. Por si só já se configura uma grande vantagem.


O cadastro pode ser feito no app, quando o mesmo for baixado no celular ou então no site. É possível até mesmo utilizar o login do Facebook para isso. Claro que é necessário inserir os dados de endereço onde a refeição será entregue, mas não é precisa colocar dados de cartão de crédito.


O aplicativo tem disponibilidade para Android, iPhone (iOS) e Windows Phone. No Android, a compatibilidade varia de acordo com os dispositivos. No iOS, ele é compatível com aparelhos que tenham versão 7.1 ou superior. No Windows Phone, só a partir da versão 8.0 do sistema. Também é possível usar a versão web.


Passo a passo do pedido


É interessante acessar o site e inserir o seu CEP para ver assim quais são os mais próximos da sua casa. Isso também pode ser feito vendo as listas nos aplicativos, utilizando localização por GPS.


Para acessar, é só abrir o app e fazer a busca pelo restaurante de sua preferência. Você pode filtrar por tipo de comida e/ou por localização. Quando selecionar, um menu vai aparecer na sua tela. Escolha tudo o que desejar. Quando terminar, vá ao seu carrinho, confirme, escolha o método de pagamento e prossiga. Você receberá um alerta com uma confirmação e o status do seu pedido.


Cada restaurante tem seus tipos de pagamento que aceitam. Em alguns, há a opção de fazer o pagamento direto pelo app, usando cartão, já em outros, você pode pedir máquina para cartão de crédito ou de débito ou até pagar no dinheiro.


O programa avisa quando o pedido foi recebido, quando está em preparação e quando sai para entrega. Além disso, você pode avaliar os estabelecimentos quanto à qualidade da comida, entrega e atendimento.


É interessante verificar as avaliações e dar preferência para os restaurantes que tem as melhores.


Análise e dicas


Interface: No iFood você pode usar a barra de busca e procurar um restaurante ou prato específico, além de ter na página inicial os mais famosos, os restaurantes que dão entrega grátis e outras dicas do app.


O software é leve e não ocupa muito espaço no celular.


O aplicativo tem disponível uma função de agendamento de pedidos programando a entrega no endereço e na data que desejar, essa função é muito útil para quem é ocupado no trabalho por exemplo, mas pode ser usado em diversas outras situações.


O iFood recentemente incorporou o acompanhamento de entrega em tempo real, com o usuário sendo notificado assim que o pedido sair do restaurante.


Por estar mais tempo no mercado, possui uma lista mais extensa de estabelecimentos em parceria com a plataforma. Além também de já cobrir muito mais áreas de atuação e marcar presença em todos os estados do Brasil.


Os restaurantes definem quais opções de pagamento aceitam, uma das opções é o pagamento pelo próprio aplicativo que torna possível o pagamento em cartão de crédito e débito, Masterpass ou GooglePay.


Uber Eats


Esse aplicativo é originado diretamente da extremamente famosa rede de serviços de transporte particular Uber, surgiu não há muito tempo no mercado e embora pratique o serviço de delivery, possui características um tanto diferentes.

Uber Eats para restaurante


O Uber Eats, diferentemente do iFood, se apoia totalmente em fazer as entregas para os estabelecimentos. O foco é na facilitação da logística para os restaurantes parceiros.


Passo a passo do cadastro:

A primeira coisa que deve ser feita para cadastrar o seu restaurante na plataforma é acessar o site da Uber Eats.


Na página que abrir, é importante se colocar o nome do restaurante, endereço, telefone, e outros. Se atente no nome do endereço, é aconselhável colocar o CEP neste espaço, pois do contrário o aplicativo pode se confundir e mostrar como erro.


Agora é só clicar no "não sou um robô" e "enviar".



Abaixo você pode ver que há um redirecionamento para a leitura do acordo da Uber Eats.


Neste acordo pode-se ver que atualmente cobra-se uma taxa fixa por venda pelo aplicativo que corresponde a 30% de cada pedido entregue pelo aplicativo. Não há mensalidades envolvidas como no caso do iFood.


Além disso há uma taxa de R$500,00 paga uma única vez que é debitada do que o restaurante vender no aplicativo após 4 semanas. É bom reiterar que essa taxa de ativação é paga uma única vez e que após isso o estabelecimento irá pagar apenas os 30% de comissão.


No final da página, devem ser preenchidos o nome, razão social do restaurante e endereço local, marque o termo de concordância e após isso há a opção de "assinar contrato".


Feito isso você será redirecionado para o cadastramento do cardápio, sendo oferecidas como opção envio de fotos, arquivos ou link. Assim pode-se clicar em "enviar".


Por fim a parte final é uma página que mostra que a plataforma irá analisar o cadastro demorando de 1 a 3 dias úteis fazendo uma revisão do cardápio, para que depois um representante da empresa entre em contato com você.

Análise e dicas


O aplicativo cobra uma taxa fixa do consumidor para fazer a entrega (pode modificar pela dinâmica do algoritmo do app) e isso pode ser bom ou ruim. Bom porque o consumidor sabe quanto será cobrado inicialmente, mas ruim pois o iFood oferece algumas taxas mais baratas e/ou inclusive totalmente grátis.

O Uber Eats é uma opção bastante viável pelo bom nome que se obtém em cima do serviço de transportes mundialmente famoso. Ainda assim, possui menos visibilidade e é menos difundido no Brasil, fazendo poucos investimentos em marketing em comparação com seu maior concorrente.


Anteriormente existiam poucos restaurantes cadastrados, sendo uma péssima situação já que um maior número de cadastros de restaurantes estimula que usuários de fato baixem os aplicativos. Porém hoje em dia a situação melhorou muito com a plataforma tendo um número considerável de restaurantes e usuários cadastrados.


Possui muitos entregadores cadastrados, o que representa uma falta de preocupação do estabelecimento com o tempo de chegada do entregador para levar o pedido até o destino, chegando em uma média de 10 a 15 minutos dependendo da região.


O Uber Eats possui uma burocracia muito maior na hora do cadastro, a parte de fotos precisa ser composta por exemplares de alta qualidade de começo para a avaliação e eles precisam dar a permissão para o cadastro depois da análise.


Neste app você consegue acessar o seu painel de pedidos de qualquer dispositivo com acesso à internet, através de um site, conseguindo ver,imprimir e acompanhar sem problemas.


Com questão a comentários feitos dos clientes sobre o seu estabelecimento, a plataforma não conta com o recurso de moderação de comentários, assim se ocorrer alguma avaliação de má fé, infelizmente o restaurante não poderá fazer nada sobre.


Os comentários das avaliações não aparecem para os clientes finais, só para o comércio, ainda assim as avaliações negativas contam na sua reputação.


A taxa de R$500,00 reais é um tema interessante, pois ela é referente aos custos de marketing da plataforma, e além disso, as 10 fotos profissionais da comida do restaurante a serem feitas são tiradas por um fotógrafo profissional enviado pelo aplicativo ao seu estabelecimento. Além disso, também são oferecidas 200 sacolas personalizadas com a marca da Uber Eats para serem utilizadas no seus primeiros pedidos.


Os repasses neste aplicativo funcionam da seguinte forma: As vendas de uma semana já são pagas na semana seguinte, o que dá muito mais giro de capital para o restaurante.


Uber Eats para entregadores

Se você quer ser entregador de aplicativos delivery, a Uber Eats é o segundo aplicativo mais requisitado, ou seja, também apresenta uma demanda alta pelos usuários configurando uma boa oportunidade.


Primeiro, é importante saber que você não pode cadastrar moto e bicicleta na mesma conta, se quiser utilizar as duas opções podem ser criadas uma conta para cada.


Passo a passo do cadastro


Primeiro de tudo, como entregador é necessário baixar o aplicativo Uber Driver para celular.


Uma tela será mostrada para você ou entrar ou se cadastrar, clique em "cadastre-se". Dessa forma você será redirecionado para uma página que mostra os dados necessários tais como nome, e-mail, telefone, senha, cidade, código de indicação e por fim "continuar".


Agora você será direcionado a um tela que indica a escolha a ser feita de parceria com a plataforma. Nessa opção, pode-se optar por fazer entregas de moto ou bicicleta. Vale lembrar que para moto é necessário ter CNH regulamentada e com a opção de atividade remunerada escolhida.


Seguindo você irá para uma parte de consentimentos legais da plataforma então é só aceitar e continuar.


Neste momento deve-se tirar e enviar fotos da CNH e de perfil seguindo as devidas instruções, além de fazer o upload do seu Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo. Feito isso, a plataforma irá analisar o seu pedido, e você é redirecionado para uma página de "parabéns" onde vai poder verificar o seu status.


Para começar a dirigir neste estágio a Uber irá analisar a foto de perfil e o documento do veículo. Então sempre fique atento ao seu status e e-mail.


Análise e dicas


A fase de cadastro da Uber Eats é muito mais complicada do que de outras plataformas, sendo muito mais burocrática e demorada, assim tenha ciência de que o processo tomará alguns dias até ser concluído definitivamente se não ocorrer nenhum problema.


A plataforma oferece pagamento da seguinte forma, se forem percorridos até 3,9KM serão pagos R$5,00, mas existem vezes em que a plataforma estipula promoções em determinadas regiões em que os valores podem até ser o dobro do que foi descrito logo acima.


Nesse sistema, se forem percorridos 1KM, o entregador ganha R$5,00, se forem percorridos 3,3KM, também são ganhos R$5,00. Se ocorrer promoções, há uma fator multiplicativo sobre esses valores.


A plataforma tem a opção de pagamento em dinheiro, é bom se atentar para esse fato para todo benefício ou malefício que isso represente para o entregador.


Em comparativo para o entregador então, a corrida sendo feita pelo iFood é mais atrativa, mas também essa é uma situação que dependerá de promoções, demanda e outras variáveis.


Outras dicas para entregadores no geral podem ser conferidas na parte de iFood também.



Uber Eats para usuários


Para usuários, criar uma conta neste aplicativo pode ser uma boa escolha visto que também é uma boa plataforma que oferece promoções dignas de serem aproveitadas.


O aplicativo está disponível para Android e IOS e é muito intuitivo, além de ser seguro, visto que se a Uber pode ser considerada confiável, a Uber Eats merece a mesma credibilidade visto que são a mesma empresa.


Análise de dicas


O app segue o mesmo padrão de interface de seus concorrentes, com endereço de entrega, as promoções ativas e os restaurantes em alta na região. A tela principal possui um menu inferior em que é possível buscar por restaurantes ou pratos, ver pedidos anteriores e agendados além de editar informações pessoais.


Possui muitos restaurantes cadastrados embora não seja a líder de mercado, o que significa que para você que é consumidor pode ser uma ótima opção manter-se antenado na plataforma para eventuais promoções.


Esta plataforma tem os serviços de delivery voltados apenas para refeições, diferente da Rappi que por exemplo tem uma opção de "qualquer coisa". E também não possui um programa de fidelidade como a Rappi.


Possui a função agendamento de pedidos programada não perdendo para o seu maior concorrente nesse quesito.


As opções de pagamento são selecionados pelo aplicativo, o pedido pode ser pago online tendo como opções o cartão de crédito, débito e Pay Pal. Além disso, para quem deseja pagar na hora a única opção disponível é o dinheiro.


Nesta plataforma há a possibilidade de compartilhamento de cupons de desconto para outras pessoas (se você não tiver ideias para presente de aniversário, quem sabe?).


Rappi

A Rappi é uma startup de delivery com sede em Bogotá e presente na maioria dos países da América Latina.


O grande diferencial da deste aplicativo pode ser visto já pelo seu slogan: Delivery de tudo em minutos!


Isso deixa bem claro o diferencial do app, pois conta com opções de "qualquer coisa ", "cash", "entregas", "lojas" e "restaurantes". E as compras podem ser feitas ou pelo site ou pela plataforma tanto Android ou IOS via cartão de crédito ou Pay Pal.


Rappi para restaurantes


Passo a passo do cadastro


A primeira coisa a ser feita para cadastrar seu restaurante no app é ir no site https://www.rappi.com.br e clicar em "registre o seu restaurante", você será redirecionado para uma tela nova e clique em "começar".



Na próxima tela você deve informar a sua cidade, após isso deve-se preencher o nome do restaurante, depois quantos pontos de vendas você possui, em seguida o tipo de comida que o seu negócio oferece, depois disso o endereço completo do seu restaurante é requisitado, clique em "OK"


.Continuando, você agora deve colocar o número de celular, e-mail, compartilhe o seu site ou redes sociais enviando um link para a Rappi. Feito isso, informe se possui um entregador próprio em seu negócio, após isso precisa indicar se possui outras plataformas de entrega, por fim , clique em enviar.


Pronto, em breve a Rappi entrará em contato com você para dizer se o seu negócio foi aprovado ou não.


Lembrando que você deve escolher depois um dos dois planos que a Rappi disponibiliza para os restaurantes, um deles é o "entrega do seu jeito" e o outro é o "full service".


O entregas do seu jeito possui 12% de comissão pelas vendas, sem mensalidade, uma taxa de ativação única de 40 reais, repasses feitos quinzenalmente nos dias 8 e 23 de todo mês, com um raio de atuação de 5 km. São oferecidas entregas 24h por dia 7 dias por semana e no pagamento online é necessário pagar uma taxa de 3,5% de operação bancária.


O full service tem uma taxa de 27% de comissão pelas vendas, sem mensalidade, adesão única de R$150,00 parcelado em 10x se quiser, logística,transporte e maquina de cartão por conta da Rappi, trabalho de entregas 24h por dia 7 dias por semana e os mesmos 5KM de raio de atuação.


Análise e dicas


Primeira coisa a ser feita é saber se a Rappi entrega na sua cidade, aconselhamos seguir as redes sociais da plataforma em que a empresa sempre está divulgando novas cidades em que está prestando o serviço.


Sei que este espaço é focado em uma análise para restaurantes, mas se você é dono de comércio que não se enquadra nesse quesito, há mais uma oportunidade para você se cadastrar na Rappi diferente dos dois concorrentes citados acima que só trabalham com entrega de comida.


Insira as melhores fotos da sua comida no cardápio para chamar atenção e dar vontade no usuário de realmente pedir do seu restaurante, com isso o seu estabelecimento ganha mais visibilidade e se mantém muito bem dentro do app.


Rappi para entregadores


Passo a passo do cadastro


A primeira coisa a ser feita é baixar o aplicativo Rappi Entregador que está disponível apenas para sistemas Android 4.1 ou acima., também é necessário possuir 18 anos de idade ou mais e ter uma moto ou bicicleta, no caso da moto, também é exigida a CNH.


Após baixar o aplicativo, você irá para uma tela com duas opções, a de "tenho conta" e a de "criar uma conta". Na segunda opção você será redirecionado para escolher o país que você está, após isso, forneça o seu e-mail e número de celular.


Após isso é necessário verificar o número com o código que foi mandado para você e após feito isso, escolha uma senha para ser sua.


A próxima parte a ser preenchida é escolher a sua cidade, confirme, agora só colocar dados pessoais tais como nome, sobrenome, homem, mulher data de nascimento, meio de transporte.


Feito isso, se moto foi escolhida como meio de transporte, a Rappi irá pedir a sua CNH, documento do veículo e uma foto de perfil. Mas um ponto positivo é que até agora o app não exige o EAR para o cadastro.


Pronto, o cadastro está feito assim que o aplicativo analisar e permitir.


Análise e dicas


Um ponto positivo da Rappi é a próprio slogan deles como delivery de tudo, existem muitas entregas a serem feitas.


Geralmente dia de sexta, sábado e domingo acontecem muitas promoções para quem entrega, o que pode ser bastante vantajoso. Existe uma maior previsibilidade de promoções em comparação com os concorrentes. Dias chuvosos, por exemplo, aumentam o valor da taxa de frete.


O aplicativo trabalha com níveis de motoristas, quando você começa no app, você é nível 1 podendo entregar para restaurantes, conforme o seu nível cresce mais categorias você pode entregar e assim mais entregas podem ser faturadas em consequência.


Mas entrando em uma lado negativo do aplicativo, se ele é uma entrega de tudo, compras no mercado podem ser um problema algumas vezes, se você está em um nível mais alto como motorista e tem essa opção desbloqueada, imagine só se o produto que o cliente quer não está disponível no mercado? Ou você conversa para tentar comprar outro item em substituição, ou na pior das hipóteses ocorre o cancelamento da compra não é verdade?


Outro ponto negativo que pode ocorrer é que se você tem um nível maior como motorista e tem a possibilidade de andar com dinheiro já que o app tem essa opção de fazer delivery de dinheiro em espécie, podem ocorrer situações péssimas de trabalho como a perda do dinheiro ou assalto.


Um outro ponto que pode pesar negativamente para a empresa é que quando o entregador não consegue entregar a comida para o cliente, ele precisa deixar o pacote na Central da empresa, o que possivelmente é uma distância grande gastando mais gasolina, em comparação com o iFood em que o pacote pode ser devolvido ao restaurante.


A Rappi deposita o seu dinheiro através de um aplicativo chamado Smart Mei, o que difere dos outros apps que fazem os pagamentos pelo próprio sistema. O pagamento é feito de forma mensal na primeira quarta-feira do mês e também permite a transferência do saldo para outros cadastros bancários.


Um bom ponto para quem quer entregar é que não é solicitado o EAR para fazer entregas.

O pagamento é feito conforme a quantidade de entregas realizadas equivalente ao preço integral no frete da entrega. Não tem limite de entregas por dia o que dá uma maior liberdade. A Rappi também conta com um sistema de gorjetas e apresenta incentivos para os entregadores parceiros.

O nível um é o mais básico com a tarefa sendo retirar um pedido em algum estabelecimento, entregar ao cliente e realizar a cobrança. Nesse nível, só são aceitos pagamentos de cartão de crédito e PayPal.


Quando completar 10 corridas, o entregador DEVE ir ao centro da Rappi na cidade pegar um cartão pré-pago para ser usado no nível 2. Isso é obrigatório para novos níveis de entrega, e a conta pode ser até desativada caso contrário. Com isso, o nível dois aumenta o leque para a inclusão das farmácias.


No nível 3 são aceitos cartão de crédito e débito, PayPal e dinheiro, assim como novas categorias de entrega como o “Qualquer coisa” e o cliente pode transferir o dinheiro para o entregador fazer as compras para ele.


Com mais de 149 corridas feitas, o nível 4 é desbloqueado aumentando o número de estabelecimentos, podendo transportar bebidas e utilizar o RappiCash (delivery de dinheiro).

As avaliações são muito importantes para que sua conta não seja bloqueada, já que avaliações ruins ou denúncias por mau comportamento tem um grande peso para que isso ocorra. Então fique sempre atento na sua caixa de e-mail para saber se levou algum cartão vermelho ou amarelo do aplicativo.


A tarifa mínima cobrada é de R$8,90 por até 4KM em até 30 minutos. Do 4° ao 10°KM são R$0,10 adicionados a cada 100 metros, e a partir do 10° são adicionados R$0,20 a cada 100 metros.


Já na parte de "qualquer coisa " é adicionado para a taxa de frete 14% do valor da compra sendo que R$50,00 é o valor máximo a ser cobrado.


Rappi para usuários


Sabemos que são muitos aplicativos de delivery competindo entre si, e a Rappi também sabe, por isso ela possui várias medidas tomadas para diferenciação com a concorrência.


Assim, de começo já se sabe que o app entrega de tudo, tem opções de farmácia, bebidas e muito mais.


Sempre também são oferecidos cupons de desconto nas redes sociais, por isso é importante ficar atento, além de também poder ganhar créditos e compartilhar o próprio código com amigos, o que pode fazer o usuário ganhar mais créditos dentro da plataforma assim que os amigos gastarem no app.


O cálculo do tempo de entrega não é explicado em si, mas a promessa da empresa é que qualquer coisa possa ser entregue em um tempo de menor que 1 hora.


Na interface que já é por si só intuitiva é possível ver quais estabelecimentos apresentam a opção de frete grátis, ver os que estão abertos por perto e checar descontos.


O app possui um programa de fidelidade chamado RappiPrime que é muito interessante, podendo ser contratado para versões mensais ou anuais oferecendo frete grátis ilimitado. Além disso apresenta isenção ao usuário de taxas adicionais que podem ocorrer em promoções ou dias chuvosos.


Um ponto negativo é que o aplicativo não possui a função de agendamento de pedidos, mas possui a função de acompanhamento de entrega.


O Rappi possui um sistema de pagamento próprio chamado RappiPay, o que irá permitir adicionar o seu cartão de crédito e o saldo que você quiser o que facilita transferência. Além claro de todas as opções de pagamentos já disponíveis.


Para ter melhores informações de forma mais detalhada clique neste link em que a própria empresa responde uma série de perguntas frequentes sobre ela.


Análise Final


Existem outros aplicativos de entregas, cujos focos são mais amplos que apenas a venda de produtos alimentícios, mas que decidimos não mencionar aqui para dar mais foco nos três principais do mercado.

As facilidades mencionadas apresentam-se como uma nova faceta dos rumos tecnológicos e livres que o mercado e a sociedade trilham ao longo do tempo. Além da comida, pequenas empresas podem otimizar seu tempo e custos com motoboys terceirizados e até pessoas no conforto de suas casas suprirem necessidades simples, como comprar algum material de limpeza.


Mas sem mais delongas, vamos fazer uma análise prática final:


Restaurantes: Para quem pensa em abrir um restaurante, foram apresentados vários pontos a serem considerados em cada aplicativo, mas o interessante é trabalhar em pelo menos 2 deles, para que assim o negócio não fique dependente.


Dessa forma, fazer contas em aplicativos que consigam trazer lucro ao negócio é que deve ser o objetivo, não a escolha entre um ou outro, claro que cada um tem suas peculiaridades, mas para o modelo de negócios alimentícios, ter uma conta nos principais aplicativos é benéfico desde que o restaurante consiga lidar com a nova demanda e apresentar rapidez e qualidade junto com as plataformas.


Esteja seguro da precificação dos seus produtos antes de fazer cadastro, calcule bem as taxas, e primeiro faça o cadastro em apenas um aplicativo, nesse caso o iFood parece ser uma opção mais prática e pouco burocrática.


Testando a demanda e observando a taxa de lucro, você pode fazer a decisão se quer abrir para outros aplicativos, lembre que seu restaurante precisa estar preparado tanto para o aumento da demanda e quanto para a logística interna.


Entregadores: Para entregadores, quanto mais entregas melhor, a realidade das ruas é muito diferente do que você pode estar lendo em um blog. Neste artigo procuramos mostrar um pouco dessa realidade ouvindo o que profissionais da área tinham a dizer.


Por isso, na hora da ação, nem sempre ocorrerá uma situação maravilhosa de vários pedidos chegando um atrás do outro, várias pessoas que trabalham no ramo utilizam os três aplicativos ao mesmo tempo, dessa forma quando uma empresa demora muito para mandar pedidos, você tem mais opções de trabalho.


A mesma lógica se aplica ao fato de que a sua conta pode ser suspensa temporariamente como no iFood por exemplo, em que ocorre um bloqueio por 30 minutos caso a entrega não tenha sido cumprida, nessa situação você não gostaria de só ser parceiro do iFood não é verdade? Por isso, não se limite a apenas um aplicativo.


Usuários: Para usuários a análise é um pouco diferente do que para as duas categorias acima, afinal, por que você teria 3 aplicativos de delivery no seu celular? Bom, a escolha realmente é sua.


Pontos importantes devem ser levados em consideração, como por exemplo o Rappi apresentar vários fatores de diferenciação, o iFood ter muito mais restaurantes cadastrados, o Uber Eats ser mais burocrático visando uma qualidade maior, entre outros fatores.


Mas no final das contas, vai conforme a sua necessidade, se precisar de delivery de outras coisas que não seja comida o Rappi é uma boa opção, no mais os outros dois aplicativos oferecem promoções invejáveis também.


CONCLUSÃO

Gradualmente, junto com a evolução tecnológica, todos os serviços que orbitam diariamente nossas vidas serão potencializados, buscando sempre um novo e mais rápido método para serem realizados. É o futuro que bate à porta, trazendo até você, quem sabe, a sua refeição.


Tem um estabelecimento e não sabe o que fazer nessa crise? Nós da Opção consultoria iremos lhe oferecer um diagnóstico gratuito para saber onde agir e reverter o quadro atual!! Acesse nosso site: www.opcaoconsultoria.com


© 2019 Opção Consultoria - CNPJ: 02.744.184/0001-20