Plano de cargos e salários: a base de organizações saudáveis

Olá, meus amigos empreendedores e empreendedoras!


Como vocês sabem, lidar com funcionários pode ser uma tarefa desgastante e frustrante. Projetos podem não ser executados, negligenciados, e inúmeros problemas podem acontecer. Porém, em muitos casos, a raiz desse problema está na própria organização da empresa, na forma como a mesma gerencia seus empregados.


Por isso, nesse texto, iremos compartilhar com vocês o que é o plano de cargos e salários, um recurso fundamental na construção de uma organização saudável.

Um plano de cargos e salários possui algumas premissas, e cada uma delas oferece benefícios a empresa que o adota. Sendo assim, ele deve:


Estruturar a organização em uma hierarquia


Descrever as funções exercidas por cada ente da empresa


Criar carreiras a serem seguidas pelos membros da empresa


Estabelecer a remuneração dada ao funcionário em cada função por ele exercida


Partindo do pressuposto de que tal planejamento levará em consideração o contexto da empresa e do mercado, tal plano é benéfico para o empregado, que se sentirá valorizado e terá propósito para se esforçar e galgar novas posições dentro da empresa, mas é benéfico em dobro para a empresa!


Não só haverá um maior conhecimento da gestão sobre as tarefas aplicáveis a cada funcionário, como também gera produtividade, com profissionais motivados para darem o melhor de si mesmos, e executando tipos específicos de tarefa, gerando especialização e reduzindo erros.


Nos próximos parágrafos, explicarei mais a fundo cada uma dessas premissas, mostrando também as vantagens individuais entregues por cada uma delas, as quais transformam um plano de cargos e salários em um serviço tão essencial.


ESTRUTURA HIERÁRQUICA DA EMPRESA


Um dos aspectos marcantes da gestão de uma empresa é a necessidade de tomar decisões e agir.


Algumas organizações adotam hierarquias mais horizontais e permitem que membros de cargos menos expressivos tenham maior participação na tomada de decisão, enquanto outras escolhem um modelo mais tradicional e centralizador nesse aspecto.


Que tipo de hierarquia seria melhor? Essa resposta varia de um empreendimento para outro, mas o fato é que quando se sabe quem pode ou não tomar certas decisões, a chance de haver desmandos e ordens contrárias, entre outros problemas, torna-se bem menor.


AS FUNÇÕES DE CADA MEMBRO


Cada cargo deve ter uma pré-definição das suas atribuições e tarefas executáveis, isso por muitos motivos.


Essa simples ação torna mais fácil a alocação de membros em atividades, simplificando decisões, dá experiência ao empregado para executar o seu tipo de tarefa com maestria, na medida em que o mesmo passa a executar restritas tarefas, e ainda ajuda o RH a estabelecer as habilidades necessárias e desejáveis para contratar profissionais, ajudando a construir um quadro de funcionários mais alinhado as necessidades da empresa.


AS CARREIRAS DENTRO DA EMPRESA


Só há um problema na definição de funções pré-definidas, que é o funcionário executar as mesmas tarefas, tomar as mesmas decisões e ter a mesma rotina, sem perspectivas de novos desafios e de crescimento dentro da empresa, mas é exatamente nesse ponto que entra a criação de uma carreira.


O empregado deve ter a oportunidade de progredir dentro da empresa. Para que isso ocorra, o empreendimento deve ser capaz de proporcionar uma carreira estruturada e escalonável, na qual o membro sinta-se o protagonista da sua jornada, disposto a dar o melhor de si, tendo em vista as boas perspectivas que o trabalho duro proporciona.


UMA REMUNERAÇÃO ESCALONÁVEL


Algo que é desejado por todo ser humano, sem dúvidas, é ser reconhecido por algo que ele fez.


Nesse contexto, é muito importante um salário condizente com o que se paga no mercado e com o trabalho realizado, sem deixar de lado o poder financeiro da empresa, mas mais importante ainda, é que haja um plano que gratifique adequadamente a todos, principalmente àqueles que mais se dedicam.


Estabelecendo métricas de rendimento, ou alguns critérios de interesse, é desejável ter um sistema de promoções e de salários justo, que reconheça o valor do funcionário, e deixe-o motivado, logo, mais produtivo.


CONCLUSÃO


Sem dúvidas, um plano de cargos de salários é essencial para manter um ambiente organizacional poderoso, que incentiva a todos na empresa a se dedicarem mais, dentre outros benefícios louváveis.


Partindo do princípio de que todos querem entender o seu papel em cada contexto, buscar um protagonismo cada vez maior, e reconhecimento, e que tudo isso gera engajamento e produtividade, tal planejamento é a chave que conecta a jornada de desenvolvimento profissional e autorrealização de um empregado a jornada do crescimento de uma empresa.


Espero que todos vocês tenham aproveitado esse conteúdo! Para aprender mais sobre gestão profissional e empreendedorismo, acesse o nosso blog! Para contratar nossos serviços e maximizar os resultados da sua empresa, contate-nos em nosso site!

© 2019 Opção Consultoria - CNPJ: 02.744.184/0001-20